Aquadinamic

O que é Aquadinamic?

Uma terapia aquática passiva de meditação e descontração que propicia a seu praticante uma conexão rápida com o fluxo de energia vital, equilibrando o tônus muscular e desbloqueando regiões corporais com tendência a contrair-se.

Aquadinamic trabalha de preferência em uma temperatura termoneutra de água ou levemente aquecida

Um trabalho corporal aquático desenvolvido com o intuito de alcançar eficiência e eficácia em terapias para pacientes em reabilitação física e ou psíquica, que necessitem de atendido em um curto espaço de tempo em piscinas terapêuticas.

Uma espécie de meditação dinâmica passiva e assistida por um profissional devidamente qualificado.
Durante a prática que pode ou não ter objetivos terapêuticos, o profissional atua em âmbito físico, mental, psíquico e energético.

Durante a sessão de Aquadinamic o corpo é mobilizado passivamente objetivando elevar o estado optimizado do sistema músculo esquelético. Regiões com possíveis bloqueios são trabalhados e integrado.

Manobras miofasciais (múscilos e fáscias) são executadas optimizando o funcionamento das articulações e alterando o tônus muscular.

Com isto, indivíduos com distúrbios ou síndromes corporais se beneficiam e pessoas sem nenhuma alteração corporal, levados a um estado de meditação dificilmente alcançado em outras práticas.

Após a sessão as pessoas que recebem o trabalham relatam estar em um estado muito agradável e com a percepção elevada.

Relatam ainda estarem com a respiração mais ampla e agradável.

A prática deste tipo de trabalho corporal melhora também os 5 sentidos:
A audição se torna sensível e delicada e temos uma percepção de outras nuanças de som.
O olfato se torna delicado e seletivo e os cheiros mais agradáveis são percebidos com maior facilidade. As cores se tornam mais intensas e o azul claro logo após a sessão aparece com a luz. Tocar outra pessoa também parece não ser a mesma coisa e o tato se faz mais presente em relação a sensação de calor que se torna agradável e aconchegante. Por último, se vê nitidamente o aumento do paladar.

Movimentos com a intenção de minimizar a espasticidade são usados para diminuir a rigidez e ganhar amplitude de movimento, melhorar a respiração, diminuir a freqüência cerebral, diminuir as síndromes de dores fasciais melhorando a qualidade de vida.

Princípios do Aquadinamic
Expansão:
Quando em solo, recebemos todo o tempo a ação gravitacional. Em ambiente líquido continuamos a receber. No entanto, o contrabalanço do empuxo nos tira a sensação de compressão.

Tiramos proveito deste momento para expandir o corpo em todas as direções. Uma espécie de espreguiçar constante. Com esta ação, estamos atuando diretamente nos tecidos conjuntivos em manobras miofasciais.

Repetição:
Evitamos repetira os movimentos, procurando executar de forma mais perfeita possível cada um dos movimentos e transições.

Aquadinamic é transição e não movimento. Trata-se de uma passagem de uma postura para outra a todo o tempo com o máximo de fluidez possível.

Concentração:
Sem ela não conseguimos executar nenhum movimento quando começamos a aprender o Aquadinamic. Com o passar do tempo os movimentos se tornam automático, mesmo assim a concentração não deve ser esquecida, porque sempre, repito, sempre temos algo para melhorar.

Presença:
Nosso maior presente para quem recebe o Aquadinamic é nossa presença. Ou é simplesmente uma troca pela confiança que nos foi dada.

Conexão:
Sem os agentes estarem conectados é quase impossível uma prática de qualidade. Quando a sessão começa e cada um vai para um lado ou o movimento não acontece, parece mais uma disputa do que uma terapia. A conexão é muito importante.

Fluxo e fluidez:
Existe um fluxo natural na vida. Não estar no fluxo é a porta para o desequilíbrio em todos os sentidos. Quando entramos na água para trabalhar evitamos ter algum tipo de pretensão.

Apenas realizamos o nosso trabalho da melhor forma possível. No entanto, se existe algum objetivo no Aquadinamic é de propiciar aos dois agente a entrada neste fluxo natural.

Uma boa sessão de Aquadinamic leva ambos os agentes imediatamente para este fluxo e quanto mais tempo se manter nele, mas estarão próximos da sanação interna.

Ritmo:
Desde o início até o fim na parede existe um ritmo peculiar nos movimentos e transições. Algumas transições começam lentas e aumentam a velocidade aos poucos até um pico, tem uma pausa e depois retoma a velocidade.

Coloque atenção na velocidade de cada movimento. Ouça a água e a respiração de ambos os agentes.

Velocidade natural da água:
Como um complemento do conceito de ritmo vem a velocidade natural da água. Nos movemos de forma e de velocidade totalmente diferente na água. Respeitamos esta velocidade que é decorrente da estrutura corporal, tônus muscular entre outros fatores.

Respiração:
A respiração é quem dá o tempo de cada movimento. Se possível conectar a respiração de ambos os agentes. Podemos pedir para o agente passivo colocar atenção a sua respiração e sempre que lhe parecer natural, aumentar a amplitude da respiração sem forçar. O agente passivo por sua vez executa os movimentos, principalmente os mais intensos ao expirar, movendo-se e contraindo o core, região central do corpo na região do abdomen.

Espaço:
Atualmente ainda encontramos grandes piscina de terapias aquáticas, mas a tendência até mesmo para evolução e disseminação das terapias aquáticas é encontramos piscinas cada vez menores.

Uma piscina de 3×4 é uma medida ideal para uma prática. Durante os cursos trabalhamos com espaço ainda menores. Mesmo com este limite devemos explorar o espaço de tal forma a propicia a sensação de expansivo e crescimento corporal para quem recebe a prática.

Benefícios
– Ganho de amplitude de movimento;
– Aumento da capacidade respiratória;
– Alongamento e relaxamento muscular;
– Aumento do nível de consciência;
– Alívio de dores causadas por encurtamento muscular;
– Aumento da disposição;
– Equilíbrio energético;
– Aumento da consciência corporal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *